ZOLDAN, GUILHERME PUCCOS E KÖNI LANÇAM "JUST TRY"



Das salas da faculdade para uma nova collab, Zoldan, Guilherme Puccos e Köni se unem para estrear na ALPS RECORDS e lançar a ‘Just Try’!

Os 3 jovens nos contaram como uma amizade na faculdade se tornou collab, confira!

“Bom, nós éramos da mesma sala de produção de música eletrônica na faculdade, e eu e o Puccos já fizemos uma colaboração no meio do ano passado, e no final do ano, o nosso TCC era produzir uma track completa, em grupo. Como a gente já tinha trabalhado juntos, nós juntamos novamente, mas trazendo um grande amigo junto!”


Zoldan


“Nosso amigo Köni tá nessa caminhada junto com a gente também, mas nunca tinha lançado uma track antes, então eu e o Zoldan trouxemos ele e o resultado ficou sensacional”

Guilherme Puccos


“A ‘Just Try’ vai ser a primeira track que vou lançar oficialmente, e foi a primeira vez que trabalhei em colaboração com outras pessoas. Foi algo diferente, mas muito legal e foi muito bom pra aprender. Foi diferente, porque como vivemos num momento de pandemia, 80% de produção da track foi feita online, nós produzimos toda a track juntos em call, apenas para a mix e master que não, nós fizemos na faculdade junto com ótimos professores!”

Köni


“Todo o processo de produção da track foi bem tranquila, todas as ideias batiam juntas, então foi muito tranquilo. Pra fazer a mix, nós fomos na faculdade e fizemos juntos. E fizemos a master lá também. Acabou que a master não ficou 100% do jeito que a gente queria, tínhamos pouco tempo, então optamos por um serviço excelente de master posteriormente”.

Zoldan


“Essa track é muito especial pra gente, porque marcou o nosso final na faculdade. Foi o nosso trabalho de TCC, então foi algo que marcou demais. 2 anos juntos, não tinha uma forma melhor de encerrar tudo isso hahahaha. O resultado da track ficou incrível, ficamos muito felizes com o resultado, e estamos ansiosos demais por esse lançamento”


Guilherme Puccos


Os meninos também nos contaram um pouquinho sobre a track. A ‘Just Try’ foi feita com algumas ideias de Slap, Deep e Progressive. Ela tem uma vibe boa demais, que é formada principalmente pelo vocal e o vocal chop, que são muito chicletes, e pelos acordes e melodias que te fazem viajar, relaxar e curtir o momento. Somando tudo isso, o drop chega muito bem também, com um bass muito marcante e dançante, e vocal e vocal chop pra acompanhar. O drop é bem progressivo, então a cada compasso, a bateria complementa cada vez mais, os vocais vão mudando e dando cada vez mais swing ao drop.

E o que falar do segundo drop da ‘Just Try’... Esse segundo drop é muito inesperado, fazendo com que você queira dançar como se ninguém estivesse olhando! Os meninos disseram que não veem a hora de testar essa track na pista pra ver a reação do público! Eles prometem que será inesquecível.



A 'Just Try' lançada hoje 10/05 pela Alps Records. Ouça clicando no link abaixo:

https://fanlink.to/Zoldan_Guilherme_Puccos_Koni_Just_Try



Conversamos com Zoldan e Guilherme Puccos, confira:


Zoldan


Como você tem se reinventado durante a pandemia? Sem festas ou apresentações, o que você tem feito?

Bom, o que eu mais tenho feito na pandemia é produzir, é o que podemos fazer por enquanto né. Então, eu tô sempre produzindo, mas sempre viajando por diferentes estilos, claro que por estilos que eu gosto e que combinam com a minha verdade no projeto. Então, eu já passei pelo Deep House, Progressive, Desande, Tech House, etc. Eu gosto muito de fazer essas transições de tracks pra pista e tracks pra streaming. Isso tem me dado um ótimo resultado, estou com 3 tracks com datas marcadas, e mais 3 prontas com datas para marcar, e mais sendo produzidas! E claro, estou sempre produzindo conteúdo pras redes também, isso é importante demais!


Nesse período de isolamento, você acha que a inspiração ela aumenta ou diminui com o fato de que, todos nós acabamos perdendo a liberdade de ir em alguns lugares não somente em festas, mas lugares para relaxar ou lazer?

Eu acho que depende de cada um. É fato que o tempo que temos para produzir aumentou muito, por conta do tempo em casa. Eu acredito que a inspiração depende muito do dia e da pessoa. No meu caso, teve dias que eu acordei MUITO inspirado e consegui produzir uma track inteira e finalizar no mesmo dia. Mas teve dias também que eu sentava pra produzir e não saia NADA! Então, eu acho que isso vai do dia e da pessoa, e claro, a gente tem que sempre procurar maneiras de se inspirar, mesmo que esteja limitado, sempre procurar outras opões! Isso é muito importante para sua inspiração e tal, mas o mais importante de tudo é a sua saúde mental!


Você já lançou muitas tracks em diversos países, qual a dica para os novos produtores alcançarem esses ouvintes?

Eu acho que a melhor dica que eu posso dar pros novos produtores é a persistência e a dedicação, essas são as melhores coisas que se pode ter, em qualquer coisa. Então, se dedicar MUITO estudando produção, o mercado, marketing, tudo mesmo, e sempre persistir! Se é isso que você quer, faça acontecer! Eu ainda estou nessa caminhada tentando chegar no topo, mas no começo, essas duas dicas me ajudaram muito! Aceleraram bastante o meu desenvolvimento no geral!



Polêmica! O que você pensa sobre DJs que estão tocando em festas clandestinas? Obs: A intenção dessa pergunta não é julgar e sim tentar entender afinal, a classe artística foi uma das mais prejudicadas e não recebeu nenhum apoio governamental financeiro

Então, eu acho que isso acaba sendo uma faca de dois gumes. Eu entendo a galera que procurou tocar em festas clandestinas, afinal é a única renda de muita gente, mas ao mesmo tempo, por essas festas existirem, muita gente pode se contaminar, inclusive os djs, e contaminar muitas outras pessoas, fazendo com que o número de casos aumente e a pandemia continue por muito mais tempo. E infelizmente, nós que somos um dos maiores setores do Brasil, não recebemos nenhum apoio.


Você tem algum trabalho paralelo ao de DJ e produtor? Como você está arcando com os custos de vida durante a pandemia?

Não. Antes de tudo fechar aqui em São Paulo, eu voltei a tocar em lugares menores, como bares, restaurantes, etc, que seguiam as normas de segurança. Isso ajudou bastante, mas como agora tudo fechou novamente, meus pais estão me apoiando e ajudando bastante.


Se não fosse DJ, qual profissão desejaria seguir? E pra finalizar, quais são os seus projetos futuros e conta pra gente qual o seu maior sonho?

De verdade, eu não me vejo fazendo outra coisa, não consigo pensar em fazer qualquer coisa que não seja relacionado a música, eu sou apaixonado por isso. O meu maior sonho é pode viver disso, poder viver da minha música, produzindo tracks que a galera ame em todo o mundo e tocar em muitos lugares no mundo todo também! Esse sempre foi o meu sonho de criança.

Os meus projetos futuros são continuar produzindo muita música boa, e fazer ela chegar em novos patamares, em DJs/Produtores maiores, gravadoras maiores, e quando as coisas melhorarem, chegar em festas maiores e ir crescendo cada vez mais!


Redes:

https://www.facebook.com/zoldanmusic

https://www.instagram.com/rafaelzoldan/

https://soundcloud.com/zoldanmusic

https://open.spotify.com/artist/5qUFr89r11NBIg810d7wsU



Guilherme Puccos


Como você tem se reinventado durante a pandemia? Sem festas ou apresentações, o que você tem feito?

Eu tenho me reinventado, me arriscando em novos sons, fazendo lives com um leque maior de estilos, produzindo conteúdos para as redes sociais e treinos de discotecagem.


Nesse período de isolamento, você acha que a inspiração ela aumenta ou diminui com o fato de que, todos nós acabamos perdendo a liberdade de ir em alguns lugares não somente em festas, mas lugares para relaxar ou lazer?

Depende muito de cada um, mas para mim a inspiração e o tempo para produzir, cresceram muito.


Você já lançou muitas tracks em diversos países, qual a dica para os novos produtores alcançarem esses ouvintes?

Para que você sempre alcance mais ouvintes e atinga públicos maiores, você tem que sempre planejar muito bem o seu lançamento, como se dedicar na parte do marketing e focar no público alvo que você deseja atingir


Polêmica! O que você pensa sobre DJs que estão tocando em festas clandestinas? Obs: A intenção dessa pergunta não é julgar e sim tentar entender afinal, a classe artística foi uma das mais prejudicadas e não recebeu nenhum apoio governamental financeiro

Desde o começo eu não julguei quem tocou ou toca em festas clandestinas, pois este foi o único meio de ganharmos dinheiro nesta pandemia, onde não obtivemos auxílio necessário para nos sustentarmos, então eu não apoio, mas também não acho errado a pessoa ir trabalhar e ganhar seu dinheiro.


Você tem algum trabalho paralelo ao de DJ e produtor? Como você está arcando com os custos de vida durante a pandemia?

Não. Conforme as casas foram reabrindo ao longo da pandemia, voltei a ser contratado para tocar, seguindo as normas de prevenção.



Se não fosse DJ, qual profissão desejaria seguir? E pra finalizar, quais são os seus projetos futuros e conta pra gente qual o seu maior sonho?


Eu seria fotógrafo, pois eu amo a arte da fotografia.

Estou planejando muitos projetos, com sets novos em lugares diferentes, novas músicas e com parceiros novos também.

Meu maior sonho é alcançar o reconhecimento mundial através da minha música.


Redes:

www.instagram.com/guilhermepuccos

www.facebook.com/Guilhermepuccos

https://open.spotify.com/artist/5eJUVxCCaCCwIvcvfHFxR7?si=4-Mv3ubkTKuxuULyFwAh6w


9 visualizações0 comentário