“Vigário” é o mais novo álbum do DJ Ariel



O mais novo álbum do DJ Ariel é uma obra de 8 músicas que retrata a realidade contemporânea sociopolítica em forma de história com algumas críticas. O artista quis instigar os ouvintes a saírem de suas "cavernas" e se questionarem sobre os acontecimentos do mundo atual. O DJ e produtor transformou em música sua manifestação contra a manipulação e a corrupção em geral, sendo ela política ou não. O nome da compilação faz referência para que os ouvintes “não caiam no conto do VIGÁRIO”. Com participações especiais de artistas como o cantor e compositor Yoshida, o DJ e produtor Quentix, e o também cantor e compositor Bruno BSV, DJ Ariel quis dar espaço para artistas independentes com muito potencial e em busca de oportunidades.


“Produzir esse álbum não foi algo fácil... Passar toda essa ideia de uma forma musical e sem muitos vocais foi um grande desafio, mas um desafio extremamente gratificante para mim e para aqueles que trabalharam comigo nesse projeto”, conta Ariel. Esse é o primeiro álbum de sua carreira, porém é mais do que um aglomerado de músicas sem muita ligação uma com a outra. “A cada batida, instrumento e volume que eu alterava nas tracks, me surgiam grandes ideias que foram se unindo e compondo essa grande história cheia de detalhes. Alimentada com um grande propósito, esse não é só um álbum musical, mas sim uma obra de arte incrível e cheia de força para não só ser dançada, mas impactar pessoas”, adiciona DJ Ariel. As tracks unidas narram uma história. “White Collar Party” conta a relação de um homem corrompido por negociadores corruptos, cometendo o crime do colarinho branco, não-violento mas financeiramente motivado. “Chama” fala da tragédia das queimadas que prejudicam não só o Brasil, mas o mundo todo. “Deceiver” representa a "passada de pano" por cima dessas consequências corruptas. “Alcatraz” fala sobre a fuga desesperada de todas as cobranças trazidas pelas ações corruptas. “Pinot Noir” fala sobre o fugitivo que quer oferecer uma vida melhor a sua amada, igual nos filmes.


“Sancho Bay” fala sobre a impunidade, onde o corrupto consegue aproveitar os frutos de seus crimes. “Ask” é então o chamado para que as pessoas saiam de suas “cavernas” e questionem o “Vigário” para não caírem em seu conto. E por fim, “Rise” é um incentivo para que as pessoas se manifestem e juntas ajudem a combater a corrupção diária da sociedade. Entenda toda essa história e as entrelinhas de cada track escutando o álbum de DJ Ariel, “Vigário”, disponível em todas as plataformas digitais.


Ouça aqui

https://open.spotify.com/album/0GPyCXxvaP8PEaHnz930dN?si=mmYCOjvQTtqrcYORZ4DD7Q

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
 

©2020 por REMIXA.